O agnocasto e a sálvia são plantas medicinais que possuem importante papel para a regulação da saúde feminina. Mas você sabe qual o mecanismo de cada um no organismo da mulher?

Agnocasto e seus efeitos

O Vitex agnus-castus é uma planta medicinal conhecida como agnocasto, rica em flavonóides, óleos essenciais, diterpenos e glicosídeos, que têm ação sobre os hormônios femininos LH e FSH, podendo ser usado para auxiliar o tratamento de irregularidades do ciclo menstrual, ausência de menstruação, síndrome pré-menstrual, dor nas mamas ou excesso de produção de prolactina.

Salvia e seus benefícios

A Salvia officinalis é uma planta oriunda da região do mediterrâneo. Além de ser cultivada como erva aromática e medicinal, possui como propriedades: anti-inflamatória, antisséptica, melhoria cognitiva e de memória, reduz a glicose sanguínea e colesterol.

O que a ciência diz sobre eles?

Um  ensaio clínico randomizado foi realizado em 89 mulheres na pós-menopausa para investigar o efeito dos extratos de Vitex agnus-castus (VAC) e Salvia officinalis sobre os lipídios séricos em mulheres na pós-menopausa encaminhadas ao Centro de Densitometria Óssea em 2016. Os resultados obtidos foram uma diminuição significativa nos níveis séricos de colesterol, lipoproteína de baixa densidade e triglicerídeos e também aumento na média  dos níveis séricos de lipoproteína de alta densidade foram observados nos grupos VAC e S. officinalis.

Os estudos revelam que essas plantas medicinais podem ser propostas como agentes hipolipemiantes no sangue em mulheres pós-menopáusicas.

 Gluten Free & Fitoday

            Pensando na otimização da sua rotina clínica, o #GF2022 oferece o curso ministrado pela nutricionista Dra. Lucyanna Kaluf, Fitoday! Com atualizações científicas sobre fitoterapia, você poderá aprimorar o seu conhecimento!

Para garantir a sua vaga basta acessar nosso site.

Referência Bibliográfica

ZEIDABADI, Afsaneh, et al. Effect of Vitex agnus-castus and Salvia officinalis Extracts on Serum Lipids in Postmenopausal Women: An Randomized Clinical Trial. January 2022. International Journal of Women’s Health and Reproduction Sciences Vol. 10, No. 1. Disponivel em: http://www.ijwhr.net/pdf/pdf_IJWHR_631.pdf